• Armazém na Estrada

Terra da Liberdade?

Atualizado: Mar 12

por Daniel Junior



Mãos calejadas do corte da cana,

Vidas sofridas, sem perspectivas,

Futuro não existe no vocabulário

O futuro é o dia seguinte,

Mas um dia de luta,

Acordar, madrugar e partir pra luta.

O conformismo toma conta das pessoas

Não se aceita nada de diferente,

Apenas a mesma rotina,

O mesmo itinerário

E obedecer aos grandes latifundiários.

O sol corrói,

O calo na mão dói,

As rugas residem em rostos de pouca idade

E o açoite da chibata ainda reina

Em Alagoas, "Terra da liberdade".


Daniel Junior é poeta e pedagogo

44 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Lágrimas