• Armazém na Estrada

Reconstruindo-me (em belas-letras e em belas-artes)

um dueto poético por Fabiane Braga Lima e Samuel da Costa



Hoje decidi me olhar fixo no espelho,

Na esperança de reencontrar-me.

Quem sabe cair em mim, novamente

Possa me amar e me gostar mais

***

Tu!

E somente tu!

Diáfana ebúrnea poetisa

Percebe o que há dentro de mim...

Aquilo que os outros não percebem

***

E, o espelho nos diz tantas coisas

Tanta insensatez, nas quais fugimos

Impressionante, como me esqueci

Perdi o brilho e meu amor próprio.

***

Daqui a pouco vou compor

Negros versos e hialinas prosas

E me recompor contigo

Na alvorada rubra

Com o multi-verso infindo

Que nos permeia

Que nos trespassa

***

Mas, segui sempre, não me torturei

E, simplesmente voltei a me amar

Cá estou, tentando esquecer passado.

***

Daqui a pouco

Vou me recompor

Reencontra-me em belas-letras

Em belas-artes

***

Hoje sei, vou conseguir, reerguer-me

Pois sei, a vida me deu vários golpes

Apenas engoli, e todo caos esqueci......!



Fabiane Braga Lima é poetisa, cronista e contista.

Samuel da Costa é poeta, contista e novelista.

Autor, dentre outros, do livro

'Uma flor chamada margarida (versos e prosas).


32 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo