• Armazém na Estrada

Estarei morta?

um poema por Margarida Fontes


Há um barulho na rua detrás Oiço no rádio a voz distante de um locutor Não sei o que se passa

Continuo sozinha Igual a outros dias

Lendo sobre a mulher na política pré revolução francesa A imaginar os desaires do salon da história os decretos que puniam em nome do sexo

Tranquei-me em casa Só espreito a rua pelas fenestras

Continuo sozinha Igual a outros dias

Tenho pavor de quase tudo Só o passado me tem.

Estarei morta?


Margarida Fontes é jornalista e escritora.

Autora dos livros (poesia):

“De Lírios” e “Confidências do Tempo”.

Nasceu na Ilha do Fogo, em Cabo Verde,

e reside na Ilha de Santiago.

Para adquirir o livro “Confidências do Tempo” clica AQUI!

21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Penélope