• Armazém na Estrada

A felicidade dos amantes

por Débora Lima



Descobri que a felicidade só tem sabor

Que amarga na boca e na alma

Forçando um grande labor

Para restabelecer a calma

Quando se torna saudade.

Não somos experientes o bastante

Para reconhecê-la por perto

No momento inebriante

Em que invade o deserto

Do mundo de dentro de nós

Só sentimos o seu agridoce gosto

Quando cada vivência

Se aparta de nosso rosto (da boca)

E de repente sentimos

Como dói estarmos sós

No fundo, a felicidade

É a louca amiga da ilusão

Que se arrima na saudade

Para encontrar força e vontade

Nas garras da solidão.



Débora Lima é poeta e escritora. Autora dos livros:

O prato triste da discórdia (e outros

contos quase sempre tristes): Adquira!

Enquanto o instante existe (poesia): Adquira!

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Café