• Armazém na Estrada

Café

por Clarisse da Costa


Uma dose de café

Por favor.

Só uma dose.

O cheiro traz recordações

E a sensação de aconchego.

Chega a ser envolvente

Como o olhar intenso

De uma mulher

Quando existe amor.

Como seria a vida sem o café?

Não sei. Mas devo confessar

Que seria sem graça.

Depois do gole de café

Pensei em tantas coisas…

Como seria a vida

Se as pessoas não fossem

Tão complicadas?


Clarisse da Costa é poeta e cronista.

Poema extraído do livro 'Oceanos'.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo