• Armazém na Estrada

Não celebro 8 de Março

um poema por Margarida Fontes

Fotografia de Manuela Cavadas

Meu dia é hoje, amanhã, e depois

Sou neta de lavadeira, descendente de quilombola e sobrinha de ganhadeira.

Minha raça é água turbulenta

De fonte atlântica

Respinga dores pelos continentes

Sou mãe dos filhos dele

Solteira largada

Encantada e forte

Sou tantas

E sinto falta de tudo

Não celebro 8 de Março

Não tenho patrão

Madrugo na vida,

Durmo e nunca descanso

Sonho com a luz do dia

Não celebro 8 de março

Sou eu todos os dias

A ilha não me suporta

Nasci África e me tornei mundo

Mulher sou.

Plena, triste ...


Margarida Fontes é jornalista e escritora.

Autora dos livros (poesia):

“De Lírios” e “Confidências do Tempo”.

Nasceu na Ilha do Fogo, em Cabo Verde,

e reside na Ilha de Santiago.

Para adquirir o livro “Confidências do Tempo” clica AQUI!

92 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Lágrimas