• Armazém na Estrada

Herança do Dolo

por Daniel Junior



A gente fica triste.

A casa fica triste,

O móvel, a comida, o cachorro.

A discussão

O grito

O dedo em riste

Tudo é triste!

Um descaminho,

Um desatino,

Esse agora é o destino.

O desprezo,

O agrado ignorado,

O dia não compartilhado,

A mágoa,

A dor,

O dissabor,

O amor

que não ficou

É a realidade

que agora existe,

E isso é muito triste.

É tristeza!

Tristeza sem vaidade

E de verdade

É uma saudade sem consolo

Que restou

Como herança do dolo.


Daniel Junior é poeta e pedagogo

47 visualizações4 comentários

Posts recentes

Ver tudo

Lágrimas